Construa, e eles virão!

No clássico filme O Campo dos Sonhos, com Kevin Costner, o personagem constrói um campo de beisebol em seu milharal e, quando conclui a obra, jogadores lendários do passado, já mortos, aparecem para jogar. Se você não assistiu ou não entendeu o filme a história pode parecer estranha ou simples demais. A verdade é que existe uma motivação tremenda para que o personagem construa o campo – e ela chega através da frase que é o título deste texto “construa, e eles virão”. Como informação adicional, pasme, o campo existe até hoje, sendo um dos pontos turísticos do estado de Iowa, nos Estados Unidos.

Será que no turismo também funciona dessa forma? Se construirmos, os turistas virão? Se desenvolvermos nossa cidade turisticamente o público aparecerá?

Tenho conversado com muitos empresários do setor que têm se mostrado desmotivados com seus negócios. A crise econômica recente foi pesada (ainda é) e impactou além do bolso. Minou a confiança e otimismo de muitos deles, fazendo com que tomem ações que na verdade podem gerar resultados contrários ao que desejam. No marketing, um dos pilares é o conceito dos 4 P’s: produto, preço, praça e promoção. A partir disso afirmo com tranquilidade: não adianta promover se você não tem um produto adequado ao que se propõe. Os turistas e clientes precisam perceber um sentido no que está sendo oferecido.

No texto Santa Teresa e o turismo como fonte de crescimento mencionei a cidade de Gramado para inspirar iniciativas. Nesta quero trazer uma das cidades mais visitadas do mundo: Orlando, na Flórida, capital dos parques temáticos. Será que a Disney resolveu montar seu primeiro grande parque na cidade porque ela era muito visitada – ou seja, existia uma demanda – ou essa demanda foi gerada justamente pela criação dos parques? Você ficaria surpreso com a infinidade de possibilidades atualmente. Só para se ter uma ideia existemempresas que filmam você nas montanhas russas para te dar a possibilidade de comprar as imagens da sua própria reação. Você compra se quiser (a maioria compra) e isso vai gerando uma cadeia de valor que só traz benefícios para todos os envolvidos.


Não estou com isso sugerindo que alguém construa um megaparque de diversões em Santa Teresa. A reflexão é para que cada um pense seu próprio negócio com foco em oferecer o melhor produto e experiência para os visitantes. Nossa cidade é apaixonante, capaz de cativar o turista que busca esse misto de tranquilidade, gastronomia e natureza exuberante.

Então, vamos construir o que em nossos negócios?

Textos Recentes

Salmo 23 e uma reflexão sobre o perdão

Salmo 23 e uma reflexão sobre o perdão

Deixe a revisão
Usualmente entendemos esse trecho como um ato de vitória, de triunfo sobre ...
Leia mais
A crise do COVID-19 pode resolver na marra a educação pública e gratuita do Brasil

A crise da COVID-19 pode resolver na marra a educação pública e gratuita do Brasil

Deixe a revisão
Pessoalmente sempre acreditei que a tecnologia é o que pode nos libertar da...
Leia mais
Santa Teresa e o turismo como fonte de crescimento

Santa Teresa e o turismo como fonte de crescimento

Deixe a revisão
Já temos em Santa Teresa tudo que qualquer cidade sonha para ser destino tu...
Leia mais